NOSSA HISTÓRIA

A Fundação Lymington é uma organização não governamental sem fins lucrativos idealizada por Linda Wittkoff e por seu esposo, William Wittkoff.

Americanos residentes no Brasil há mais de 60 anos, onde também mantém uma reserva ambiental que preserva uma bela porção da Mata Atlântica em estado primário de conservação. 

 

 

 

Linda Wittkoff é conhecida e respeitada mundialmente por sua brilhante capacidade e sensibilidade na criação de inúmeras espécies com psitacídeos e aves de rapina, entre outras aves. Sua capacidade de observação e criação em cativeiro inspira muitos profissionais até os dias de hoje.

 

         

 

 

 

 

 

 

 

O amor e a dedicação pelas aves se iniciou com a chegada de Phoebe e Daphini, duas fêmeas de papagaio-verdadeiro (Amazona aestiva) que foram presenteadas a William em 1998. Ali se iniciava uma longa e admirável história no mundo das aves.

Após um ano da chegada dos papagios, Linda recebeu uma ligação telefônica que solicitava ajuda para um casal de araras-canindé (Ara ararauna), cujos donos desejavam doar as aves. O casal Wittkoff foi logo para Embu das Artes, onde encontraram estas aves em situação de maus-tratos, abandonadas em uma pequena gaiola.

Naquele momento o casal residia em Itapecerica da Serra e não possuía uma grande estrutura para um casal de araras. Assim, decidiram que iriam construir um viveiro adequado, e enquanto isso forneceram a melhor alimentação, atenção e dedicação que puderam. Nesse momento se iniciaram os estudos sobre aves por Linda e William,  e a admiração e a paixão por aves somente crescia.

Esses são Antonio e Maria, um casal de Araras-canindé que até hoje tiveram 18 filhotes sob os cuidados de seus salvadores.

 

 

 

 

 

A família animal somente crescia, e após a aposentadoria o casal decidiu se mudar para um sítio em Juquitiba onde poderiam construir grandes viveiros e as aves viveriam em meio a natureza.

 

 

 

 

 

A dedicação pelas aves aproximou Linda de vários especialistas pelo Brasil, e em Miracatu conheceram um criador que criava várias espécies exóticas. Neste criadouro compraram um casal de lóris-bornéo, que criou dois filhotes.

Logo após chegava também um casal de papagaios-cinzentos-timneh, que criaram três filhotes. 

Pouco depois, vítima de abandono, chegou Safira, a primeira arara-azul da Fundação Lymington. Ela ficou em um grande recinto e, em contato com a Fundação Parque Zoológico de São Paulo, foi conseguido por empréstimo o macho Barney .

 

 

 

Em 2004 chegaram as primeiras duas Ararajubas (Guaruba guarouba) provenientes da Bahia.

Criar Ararajubas sempre foi um grande sonho de Linda, e hoje chegamos a 107 filhotes.

 

 

 

 

 

 

 

Em 2004 também foi decidido fundar a Fundação Lymington, com objetivos de conservação e preservação de aves ameaçadas.

Desde a criação da Fundação Lymington trabalhamos com todas as espécies citadas acima, e também Arara-azul-de-spix (Cyanopsitta spixii), e participamos ativamente do Program de Cativeiro da Arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari)

 

 

 

 

 

 

E assim seguimos até os dias atuais, criando, protegendo e dando oportunidades para  as aves, pois se cada um fizer um pouquinho venceremos essa guerra pela conservação

  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social

Siga